LIVRO 8 - PRÁTICAS DE (MULTI)LETRAMENTO NA APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS

Uma nova resposta educativa é exigida pelas indiscutíveis mudanças ocorridas nos mais variados mundos sociais do trabalho, da cidadania e da própria identidade. Por essas razões, o mundo globalizado em que vivemos exige da escola/da universidade, cada vez mais, que se ajude o aluno a saber se guiar, de modo autônomo e flexível, em suas próprias aprendizagens, por meio dos mais variados textos multissemióticos que constituem nosso entorno social. Assim, sendo a leitura, a escrita e a oralidade práticas sociais marcadas pela história e pela cultura, é inegável que requeiram novas formas de apropriação, ao conferirem aos mais diversos recursos multimodais e tecnológicos uma complexidade (muito) maior. É (também) neste contexto que se justifica a necessidade de práticas educativas que explorem os multiletramentos, nas suas mais variadas disciplinas, no que tange ao ensino de línguas. Por isso, nesta nossa proposta de livro, nos centramos sobre as práticas de (multi)letramento que possam envolver o trabalho com diferentes línguas, nos seus mais distintos estatutos, seja materna ou adicional. Mais especificamente, procuraremos reunir um conjunto de textos que possam evidenciar como os docentes não somente têm fomentado o desenvolvimento de (multi)letramentos suscetíveis de promover a aprendizagem de uma língua, mas também como têm enfrentado as dificuldades encontradas neste campo de ensino, bem como suas possíveis contribuições.

Organizadoras: 

Maria Izabel Rodrigues Tognato - Doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pelo LAEL- PUC/SP. Pós-doutorado pela UNIGE - Université de Genève. Professora associada no Curso de Letras da Universidade Estadual do Paraná - Unespar - Campus de Campo Mourão - PR.

Luciana Graça - Doutora em Didática pela Universidade de Aveiro. Atualmente é Leitor do Camões, I.P. da Camões, I.P./Universidade de Toronto.

Envie agora a versão final do seu artigo

Avaliação é gratuita

Seja um dos autores do livro